Sempre que você se descobrir perambulando na memória, na imaginação, traga-se de volta para o presente, para aquilo que você estiver fazendo, para onde você está, para quem você é. Puxe-se repentinamente de volta para o presente.

 

 
 

      Whenever you find yourself wandering into memory, into imagination, bring yourself back to the present, to what you are doing, to where you are, to who you are. Pull yourself back again and again to the present.

Osho, Believing in the Impossible Before Breakfast, # 12