Meditação a Arte do Êxtase   

    técnicas do zen, a meditação transcendental do Mahesh Yogi e outras técnicas mais. Elas podem ajudá-lo até um certo ponto. Elas podem acalmá-lo, sua superfície pode ficar mais pacífica, mas nada acontece ao seu ser interior. Não pode! E, de certo modo, essa superfície calma é perigosa, porque de um modo ou de outro você explodirá novamente. Basicamente, nada aconteceu. Você simplesmente treinou sua mente consciente a ficar num estado mais imóvel.

   Você pode imobilizar sua mente facilmente através de mantras, através de cânticos constantes, através de muitas coisas. Qualquer coisa que cria um enfado interno, irá ajudá-lo a se acalmar. Por exemplo: se você repetir constantemente “Ram, Ram, Ram...”, essa repetição constante criará uma certa sonolência, um enfado, e sua mente começará a cair no sono. Você pode sentir essa sonolência como serenidade, como mansidão, mas não é. Realmente, ela é uma espécie de torpor. Mas você pode tolerar mais a sua vida através dela – pelo menos na superfície, você se sentirá mais contente. Mas as forças, as forças neuróticas, continuarão fervendo por dentro; a qualquer dia elas irão irromper na superfície  e você irá desmoronar.

   Esses métodos são conciliatórios, e muito poucas pessoas podem ser ajudadas através deles. E aqueles que podem ser ajudados através deles, podem ser ajudados sem nenhuma técnica. São exceções são afortunados que não nasceram neuróticos. Muitas coisas estão implicadas nisso, mas, como regra, a humanidade não é tão afortunada.